domingo, 23 de março de 2008

clip Feist - fotografia por dentro e por fora

.


Esse clip da cantora canadense Feist se baseia nos processos fotográficos. Impossível não lembrar das aulas de fotografia e na época em que eu fui monitor dessa disciplina... O título Inside e Out (dentro e fora) é trabalhado visualmente como imagem em positivo e imagem em negativo... ou, imagem latente e imagem revelada. A letra da música pode ser acessada no site Vagalume, e vale ler a pequena resenha de Breno Soares, na revista eletrônica O Grito!

Agora, vamos aos comentários:


Os números de um relógio, que podem ser percebidos no início do clip, podem ser lidos como o princípio temporal que estrutura o processo fotográfico: tempo de exposição, tempo de reação química - tempo físico e tempo químico.


Os negativos, que estranhamente mostram uma imagem em positivo dos olhos de Feist, são um anacronismo e uma 'impossibilidade', pois é impossível ter um negativo com imagem positiva... é preciso admitir, eles são um artifício de transição: nos levam para o próximo frame, uma paisagem cinzenta...


Mas eis que uma mão em negativo dá início a uma série de transições realmente inusitadas: o que ela esconde, ela revela, pois, do olhar da câmera, parte a luz que expõem o corpo a tornar-se negativo. Corpo exposto, contorno projetado...


Uma blusa se transforma em contorno, a indumentária que esconde/revela. O fundo é a bimensionalidade de uma silhueta, que lá se inscreve... apenas o rosto é positivo.


O flash torna a tela sensível e o fundo não possui profundidade, é papel fotográfico. O corpo é máscara... atrás dele, uma silhueta se fixa aos objetos e lá fica, enquanto o corpo se solta do plano.


Protegida, apenas ombros à mostra... mas a roupa também é sensível a exposição. Não se enrubesce como a pele, mas queima: a luz se inscreve no corpo através da roupa.


Seria o fotógrafo um DJ? ainda é possível ver a imagem como simples imagem? Que olhos podem negar que imagens são escolhas: tempo de visão, tempo de exposição, tempo de reação, tempo de fixação...

Fotografia e revelação,
pura superfície negativa e exposta.

Movimento,
Processo
,
Ampliação e cópia.

É pura química meu bem,
tempo de exposição,
sobre olhos que desejam.

(não, isso definitivamente não é a letra da música...)

poéticas da imagem
danpiantino
.

3 comentários:

Ed disse...

Belíssima reflexão Dan,,,
como é q não vou te chamar de designer filosófico desse jeito..rs

inté

danpiantino disse...

rsrsrs
que cara implicante...
reflexão ou exposição? há controvérsias...

Valeu Ed, por apresentar a Feist e, conseqüentemente, os videoclipes de suas músicas.
Agora, eu só preciso pegar as músicas com você! valeu.

Amanda disse...

Ai, pra começar, amei ser lembrada especialmente..
Se eu soubesse que vc faria análises de VC tão bacanas te contrataria como bolsista quando fiz meu TCC. Te pagava um almoço por semana, o que acha?

Ela é ótima mesmo, e eu nunca tinha visto nenhuma dos seus clipes..

Demais tuas leituras, Dan.. Como o Ed falou.. Designer filosofico, eu iria mais longe.. Artista filosófico!

O Blog tá mto bacana, já tinha entrado antes, mas fiquei na minha.. vou aproveitar então pra comentar o video sobre tipografia que a Vivian postou.. Demais tb..

Bjos pros 3 e parabéns!

DESPIROGRÁFICO

conectando desde 09/2007

DESPIROGRÁFICO

meu mundo é observar