sexta-feira, 29 de fevereiro de 2008

HOJE É SEXTA!


E tá o maior tempo feio aqui. Não fui pra praia ainda este ano aqui em Floripa. Ainda bem que não fiz altos investimentos no verão.

Bem, antes de comentar a imagem acima eu queria comentar sobre meu post de ontem sobre o evento que eu achava ser de design. Foi a minha primeira dica furada! Eu acredito nos meus amigos, principalmente na Anita, que mora em Sampa, conhece tudo lá e sabe o que vale e o que não vale a pena. Falou pra mim em "barrar designers" me assustou pra caramba, pois não acredito que exista gente que usa o nome design em vão e não sabe o que é o assunto e fica se excluindo. Não suporto panelinhas profissionais! Caso eu e meus amigos estejamos errados, alguém faça o favor de se explicar. Vou pensar bem da próxima vez que colocar alguma coisa que parece ser um mix de áreas que devem se integrar...

Mas, mudando totalmente de assunto, hoje é sexta, e recebi esta imagem ai via e-mail, da minha amiga Andressa. Por mais que você vá lendo e já sabe a resposta, cara, é muito engrçado o desenhodo gato pulando. E mais: reparem em toda a "arte" da pessoa... fiquei imaginando a quantas estava a aula desta pessoa. Queria muito saber de quem era esse caderno Credeal...
Essas coisas que recebemos por e-mail que são legais devem ser divulgadas! Eu, pelo menos, acho. Mas, tem de valer a pena...

Muitas teorias, hein!

Ótimo findi para vocês!


vivis

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2008

ODOR, AROMA, CHEIRO...TUDO!


A UOL divulgou hoje pela manhã o lançamento de um perfume pela marca Harvey Nichols, loja de váárias coisas em Londres. Produzida pela empresa bem legal Etat Libre d'Orange , conhecida por fazer aromas exóticos. O perfume lançado, que tem esta embalagem ai de cima, leva o nome de Sécrétions Magnifiques, e tem cheiro de sangue, suor, saliva e sêmen. Loucura, não?! Eles mesmo dizem que pode provocar várias reações nas pessoas. Meu, você compraria este perfume? Pra que será que serve? Será que lá na França rola? Sei lá...só sei que o que achei mais legal disso tudo é a embalagem, tudo haver com a cara da marca Etat Libre d'Orange, que parece um alvo, uma mira, "me cheire!", algo assim... e, por um lado, tem uma coisa meio retrô, vocês não acham?Outra coisa: tem de entrar no link decompras do perfume para ver os nomes que eles colocaram em cada fragância. É legal também. Bem, eu admiro coisas diferentes, inovadoras e que chocam. E, com 38 libras, seus problemas acabaram! hahahahahaha!!!

vivis

DICA (nem tão) LEGAL EM SAMPA: 13° Paralela Gift

OLHAR COMETÁRIOS!


Começa amanhã, dia 29, a 13° Paralela Gift, a feria de produtos contemporâneos. Navegando pelo site você encontra muitas coisas legais, mas o que mais me chamou atenção foi o "Olhar Paralelo", um espaço-conceito que está homenageando o centenário da imigração japonesa no Brasil. Não, a galeria de fotos da edição passada de 2007 me deixou muito curiosa, com vontade de criar coisas e ter tudo na minha casa.Bem, quem estiver em Sampa do dia 29 de fevereiro à 4 de março dá uma chegada no São Paulo Arena - Convention Center junto ao maravilhoso Instituto Tomie Otake. Essas coisas sempre valem a pena... tá dada a dica!

vivis

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2008

MAIS RETRÔ DO QUE NÃO SEI O QUE!

Make louca

Óculos Jackie Onassis, tweed 60´s e cabelão 70´s


Chapelão e óculos imenso, 70´s

Plumas, estampas geométricas, cores vibrantes. Super 70´s

Diferente do futurismo sessentinha de um ano atrás, a moda está um arraso no quesito releituras.Os anos 80 estão sendo retratados a muito tempo já, praticamente da mesmíssima forma em que era, há 20 anos atrás. O que temos para este ano, agora no mundo inteiro, são os cabelões, maquiagem exageradamente pscicodélica e mais, estampas que saíram a muito tempo da casa dos nossos avós.
Sim, são os anos 70 bombando, presente em estampas, maquiagem, em acessórios, na tendência mais forte e central da moda. Não há como não ver, não lembrar!
Após o término do SPFW, quando fiz um resumão final do que tinha rolado, percebi que não eram os anos 80 do WGSN que estavam presentes, mas sim os anos 70, e ainda, um restinho dos clássicos dos 60, aquela coisa meio Jackie Onassis. Fiquei meio preocupada, achando que era só aqui que isso tava rolando. Pois bem. Passaram-se as semanas de moda internacionais, de Nova Iorque e Milão, e
tcharaaaam!!! 70´s total ! Dai demorei mais um pouco para me acostumar, que bom, o Brasil saiu na frente, mas, e agora, o que fazer com o Rayban wayfarer? Com as cores vibrantes? Depois de ver a coleção da Dior (foto acima), me acalmei e agora só penso naquele óculos enooorme que tá me esperando na loja. E gente, mistura tudo com o pscicodélico que você vai arrasar! Mistura tudo mesmo, pq a moda agora é assim.

vivis

terça-feira, 26 de fevereiro de 2008

PRESS KIT


Então, pra quem não sabe o que é press kit...ai vai.
Ele costuma estar nas principais fileiras dos desfiles, contendo conceitos e brindes das coleções que serão apresentadas. Atualmente, a onda é fazer sacolas, ou até eco-bags, com o nome da marca, patrocinadora da marca, enfim, vale tudo que a criatividade permitir.
Quando fiz meu TCC lembro que fiquei em todas as suas 50 páginas explicando, falando toda hora, que a moda e o design gráfico sempre estão juntos, e devem estar.
Neste press kit da empresa Renaux View, entregue durante o evento SCMC (Santa Catarina Moda Contemporânea) tem ímãs de estilistas, release do desfile da UDESC, propaganda de loja de sapato, chaveirinho, bloquinho e mais, uma Revista Catarina. Tem coisa melhor? Ver novidades e criações da moda, ganhar presentinhos e estar sempre por dentro de tudo na melhor revista de moda do país?
É por isso que eu sempre vou insistir. Uma boa junção de funções e profissões, utilizadas de forma inteligente e benéfica para empresas e pessoas, só tem coisas boas a oferecer!
vivis

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008

E O FILME DO FINDI FOI...


Ele não concorreu ao Oscar de melhor filme, mas o de melhor atriz e uns outros que eu não me recordo agora. A gente até tentou assistir Gângster, Conduta de risco e outros, mas não deu, o horáio do cinema não estava compatível com o nosso. Então, vimos a Jennifer Gardner no elenco e falamos: É esse! Na real, eu nem fui tanto por ela.


O cartaz do filme é tudo de bom, estou meio assim, anos 70, anos 80, e o filme tem bem essa cara de retrô atual.Já pela abertura do filme, que quem não quer ver para não estragar a surpresa não veja, é muito legal. Pela abertura você já saca qual vai ser o rumo, a linguagem do filme. Gente, achei fofo. Diferente dos mosntros e epidemias que atacam Nova Iorque, ele é bem, assim...suave! Nada muito dramático e nem desesperado.


A parte musical tb achei bem legal. O quarto da Juno tbé legal. É uma mistureba de tudo! No início vc acha que ela é uma revoltadinha, que faz parte de alguma "tribo" por ai, mas... Bem, as cores tb são muito legais. A cor do filme é super Juno! hahahahahaha!!!Ai, como sempre, tenho de me acalmar...não posso contaro filme pra vc. hahahahahaha!!!!Mas eu recomendo, seja pra ver em casa ou no cinema.


vivis

sábado, 23 de fevereiro de 2008

exposição Mulheres do Mundo - parte1

.
video

(crônica sobre a reportagem Mulheres do Mundo, televisionada dia 15/02/2008)

Nos últimos meses tem sido comum eu almoçar em casa sozinho, enquanto o resto da família está viajando ou trabalhando. Após o almoço, para descansar o peso da comida requentada, lavo a louça enquanto escuto notícias do tele-jornal, que do outro lado do cômodo, longe da vista, piscam em pequenos flashes.

Ainda mais comum, tem sido minha indiferença às notícias, repetidas demais para merecerem um olhar, mesmo que de canto de olho. Porém, hoje foi diferente...

Mal começara a organizar a louça suja, quando percebi que a voz da âncora do tele-jornal passava para um tom de 'coisa séria e importante'. Meus olhos - naquele momento perdidos entre duas pias de alumínio, pratos de vidro escuro, copos de requeijão e talheres com cabo de plástico - não se animariam a levar-me para perto da televisão, caso meus ouvidos não tivessem captado palavras como: olhar... exposição... telas... vídeos... fotos... enfim, palavras que falam de imagens (1).

Virei-me com olhar fixo, poucos passos, até ficar bem próximo da tela de raios catódicos. E com essa fixação, escaneei cada pixel das imagens que compunham a abertura (2) da reportagem: uma miscelânea de fotos, imagens, desenhos, vídeos, palavras, nomes, enfim, imagens.

Com a abertura, iniciou-se a narração de Sônia Brid, com voz suave e descritiva. Procurei atentar para informações e as obtive: LOCAL, ARTISTA, TEMÁTICA... porém, o que me marcou meus olhos naquele dia, foi uma fotografia.

foto de Titouan Lamazou

Não pude conter o choro ao ver (e ouvir) a foto (e relato) da mulher (refugiada e ex-enfermeira), retratada (e registrada e desenhada) por Titouan Lamazou; a mulher que posa sobre o deserto e que diante das perdas causadas pela pela guerra civil só pôde "dizer que acha que, agora, (ela) não é nada"(3). Naquele instante, me senti em ruínas.

(continua...)


(1) As palavras podem nos levar até as imagens, podem nos fazer ver. Mas as imagens, por outro lado, podem nos cegar. Penso no escritor argentino Jorge Luis Borges quando escrevo essa frase.

(2) É raro ver uma reportagem isolada, de tele-jornal, com abertura. Geralmente, apenas as séries de reportagens especiais recebem um motion graphic de abertura - uma marca de apresentação e identificação, enfim, motion Design que sinaliza essa repetição em série. Suspeito que essa abertura solitária abre a compossibilidade (Leibniz) de que possam ser feitas outras matérias como continuação dessa primeira. Da mesma forma, penso que minhas postagens visam continuar essa poética do olhar que se emociona em uma reportagem - um olhar que fala de seu cotidiano óptico-contemporâneo.

(3) Leiam a matéria de James Traub que trata sobre A Difícil Realidade dos Refugiados do Sudão.

danpiantino

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2008

deutrabalho.com.br - artigos de design

imagem do site www.deutrabalho.com.br

Eventos como os encontros de estudantes de Design (NDesign, RDesign etc...) ou semanas de apresentação de monografias, visam promover a troca de idéias e conhecimentos entre os estudantes de Design. Porém, depois dos encontros, a gente perde o contato com os trabalhos que vimos ou as discussões levantadas durante os eventos. Por isso, a iniciativa do site deutrabalho.com.br é uma iniciativa muito bem-vinda! Ele "pretende disponibilizar os trabalhos apresentados em encontros, congressos, seminários, semanas de TCCs, e qualquer evento em geral... (de design)".

Sabe aquela apresentação de projeto, ou aquele trabalho teórico, que você não conseguiu assistir em algum Ndesign da vida porque ficou se recuperando de uma festa? pois então, é possível que você encontre no deutrabalho.com.br


Lá eu já baixei um artigo sobre os grandes estúdios de animação dos EUA, não sei quando vou ler, mas o importante é ter acesso aquilo que outros estudantes de design estão produzindo e pensando.

(momento nonsense: só agora eu me dei conta de que eu sou o único estudante desse blog... então eu deveria viajar mais na maionese - me sinto livre!!!)

Outra coisa, recebi o link de um colega aqui de floripa, mas não sei à quem saudar pela iniciativa. Acho que duas coisas deveriam ficar mais claras no site: 1) de quem é a iniciativa e a responsabilidade pelo site; 2) deixar mais claro que é um site de trabalhos de design ou não, porque é possível enteder, em determinados momentos, que tudo que é trabalho (até aquele das mitocôndrias que você fez pra uma aula de biologia) pode entrar...

Enfim, toques para o site ficar ainda melhor.
danpiantino

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2008

A UNIÃO FAZ A FORÇA!


E faz tudo ficar lindo. Eu sempre digo isso, não digo? Pois é...
Então, estava eu fuçando blogs e me deparei com este do blog Just Jr. E, logo que abri, vi esta imagem, este cartão, convite, sei lá o que o cara quis fazer! Me empolguei!
Primeiro, pq tinha Klimt, o Gustav, ah, vocês conhecem, meu gênio junto com Dali. Depois, bolsas de agora, lindas, inseridas nas obras de arte mais famosas do mundo! Simplesmente lindoooo!!! Fofo! Isso é a minha cara!


vivis

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2008

Sangue Negro

Para apreciadores de um bom filme, bom roteiro e sobretudo uma belíssima e impressionante fotografia.
Vai a dica: Sangue Negro de Paul Thomas Anderson, estreada por Daniel Day Lewis e Paul Dano (Pequena Miss Sunshine). Depois me digam: quem merecia ganhar o Urso de Ouro em Berlim?

Un Jour heureux (um dia feliz)



Nunca consigo escrever ou comentar algo sem contar uma pequena história: acho que vocês terão que entender esse meu lado infinitamente prolixo.
Para começar, certa vez estava eu navegando e pesquisando coisas por ai quando conheci uma revista muito interessante chamada étapes. Meu contato com o design francês já era bem estreito nessa época, que pesquisava muito o Club du Livre e, obviamente, já era apaixonada por Cassandre desde o berço. Voltando à revista, encantei-me pela revista não apenas, pelo seu projeto gráfico mas por apresentar tão bem o design contemporâneo francês.
Comecei a ler a versão online, receber os boletins e acessar ao blog toda semana, contudo, nunca consegui encontrá-la no Brasil. Passados alguns anos estava eu, em Barcelona. Pernas doendo, muitos euros gastos,muitas sacolas na mão e eis que entro numa pequena banca para comprar uma bala e descansar “mi pié” e lá estava ela, a minha revista francesa preferida! Nem pensei muito: peguei-a e mais algumas para não perder nenhuma chance. Listo! Olho para a senhora do caixa, passo-lhe mi “tarjeta de credito”, meu passaporte e ela me diz:
– 35 euros !
Um pouco caro,não? Afinal era apenas um agrupado de papel couché encadernado com lombada quadrada e textos em francês. Eu sabia que não era só aquilo, era un DESEO! Dei um sorriso tímido pensei rapidamente e agradeci a senhora catalã. Caminhando pelo Passeig de Grácia iluminado pelas luzes de Navidad, pensei: hoje eu fui feliz!

SIMPLESMENTE...


Salvador Dali!
vivis

terça-feira, 19 de fevereiro de 2008

Overman versus Cloverfield!

O condomínio - Laert - Diário Catarinense 14/02/2008

O condomínio - Laert - Diário Catarinense 18/02/2008

Dando continuidade a mania de falar sobre filmes que eu ainda não assisti, mas dos quais surgem expressões gráficas ou visuais cotidianas que precisam ser registradas, posto duas tirinhas do cartunista Laert.

É incrível como ele pega o 'gancho' (entenderam o trocadilho infame???) do rabo do tal monstro que nunca aparece no filme Cloverfield e mistura com o seu super-herói OVERMAN, que está longe de ser politicamente correto ou altruísta como o Superman...

Encerrando em linguajar herórico-quadrinhesco: Oh céus Batman! tudo mundo já assistiu o filme Cloverfield, menos eu!

ps.: a vivis escreveu sobre o Cloverfield em 14/02/2008, com um título tão enigmático quanto o tal monstro: TUM, TUM TUM, TUM...

danpiantino

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2008

NÃO RESISTO!





Então, para manter vocês a par do que ia rolar. Eu ia tirar umas fériasdo Blog, por uns dias, e o Dan ia postar um mooonte de coisa legal. Isso desde sexta. Dai, domingo, tive depostar. Hoje, dentre uma das minhas várias e constantes pesquisas, me deparei com este look da marca Moschino. Páh, gente, olha que lindo, tipografia super bem usada e linda desfilando em Milão!
Não é pra qualquer um. Este look é simplesmente um arraso, pq ascoleções internacionais estão trazendo os anos 70, coisa que aqui no Brasil já está rolando. O que tem haver? Essa tipografia reflete muito e lembra super aquela da famosa palavra "LOVE"... tão lembrando?
Isso é muito legal. Continua bombando! Quero aproveitar a deixa e indicar para vocês lerem a matéria que escrevi para a Revista CATARINA edição 15. Além de estar lind,a maravilhosa e única, tem esta matéria falando sobre apresença da Tipografia que ultimamente tá em tudo quanto é lugar, desde roupas, acessórios, cadeiras e até obras de arte.
Tá dado meu recado, agorasó volto semana que vem mesmo, acho...
Não consegui Daaaan!!!! hahahaha!!!

vivis

domingo, 17 de fevereiro de 2008

tropa de ouro - brasil de paralelos

Joerg Carstensen /Efe

Apesar de não ter assistido o filme Tropa de Elite, de José Padilha, eu tenho acompanhado discussões sobre ele à um certo tempo. Resumindo, segundo o portal de notícias G1, "apesar de ter sido chamado de 'fascista' e de glorificar a tortura por parte de críticos e de entidades como o grupo Tortura Nunca Mais, Tropa de Elite conquistou o seu prêmio em Berlim muito por conta do presidente do júri, Costa Gavras, um cineasta conhecido por abordar temáticas políticas e engajadas, como Missing - Desaparecido, sobre vítimas da ditadura de Augusto Pinochet no Chile". Em entrevista a televisão, ontem, o ator Wagner Moura disse que foram incompreendidos e muito criticados, com isso, deu a entender que a conquista do Urso de Ouro é uma resposta à essas críticas.

É possível que, com o aval do Urso de Ouro do Festival de Berlim, o filme tenha uma carreira internacional consistente e rara para filmes brasileiros. Porém, o que sempre me chamou a atenção, foi o sucesso do filme no mercado pirata - e, digamos de passagem, GRANDE e CONSISTENTE mercado pirata brasileiro. Segundo informações do mesmo portal: "Estima-se que mais de 10 milhões de pessoas tenham assistido à versão não-oficial da produção. Nos cinemas, a produção já ultrapassou os 2 milhões de espectadores".

É baseado nisso que eu digo que o brasil é feito de paralelos: mercados paralelos, poderes paralelos... Discordo, mesmo sem ter visto o filme, que o enredo é um retrato da situação do brasil, ou mesmo do Rio Janeiro, como comentou um leitor da Folha on-line. Discordo porque, não é possível retratar uma realidade cheia de paralelos com enredo e personagens estáticos (o tal CINEMÃO). Porém, e por outro lado, é a própria inserção esquizofrênica do filme (mídia) em estratos sociais divergentes e seus desdobramentos simbólicos (bandeira para as milícias, assim intuo) e desdobramentos humorísticos (Bofe-de-Elite, sucesso no programa Show do Tom) que retrata, como um quadro cubista, esse brasil de paralelos.

ps.: quanta opinião pra alguém que não assistiu o filme... pois é, mas tudo indica que Tropa de Elite segue a lógica da indústria cultural, o que torna certas configurações (de enredo, de relação com o público) bem previsíveis. E o foco que eu quis trazer foi o da inserção do filme na sociedade e não exatamente de sua pretensão de retratar a realidade...

danpiantino

A PALAVRA DA VEZ SEMPRE SERÁ...

video
reportagem - Pequenas Empresas & Grandes Negócios
link: Globo Vídeo

Criatividade. Sempre foi assim. Palavras como inovação e diferencial sempre andaram muito bem juntas com a criatividade. Hoje acabou o horário de verão por aqui. Acordei 6h30 da manhã de domingo, podem acreditar. E eu estes dias ainda tinha pensada: "Poxa, nunca mais consegui ver Pequenas empresas & Grandes negócios...". Bem, hoje foi o dia. A pizza paulista talvez seja a melhor do mundo, módestia parte de uma paulistana doida por tudo da sua terra natal. Tipo, vcs sabem o que é pizza com molho de tomate? Mas não é um simples molho. As pizzarias de lá investem em excelência, pois a concorrência lá é acirrada. Como é relatado na cidade, são 6.000 pizzarias na grande Sampa. É de se esperar que alguém mega esperto tinha de aproveitar e lucrar de forma inteligente e CRIATIVA. Reciclagem, unir a família, desenvolver aptidões nas crianças. É uma idéia multi-uso, patenteada por Constantino e Claudia, donos da agência responsável pela embalagem. Esse tipo de coisa só serve para reforçar e fazer as pessoas leigas em design o quanto nossa profissão é válida, importante e meeega necessária. Estudamos para isso, queremos sempre dar o melhor de nossas idéias para o maior número de pessoas. Uma idéia simples, divertida e que vai render muitos lucros. Não sou muito da Globo não, como sempre procuro deixar claro aqui, mas esse programa é muito bom. Já me deu vontade de sair por ai, dando uma de designer ajudante do Prof. Pardal...Ah, e Dan, não resisti...esse post eu tinha de fazer. Vou dar um tempinho, gente, mas volto até o fim da semana, ok? Dêem puxão de orelha no Dan se ele não postar nada! hahahahaha!!!

vivis

sábado, 16 de fevereiro de 2008

sQuba - Carro submarino

foto de divulgação do sQuba - Rinspeed Corporation.

Em sua postagem anterior, a Vivian falou de sua paixão pelo carro Laika. Uma paixão que envolve nostalgia: suas memórias e o passado da sua família. Fico pensando... o que seria da história do Design sem essas 'paixões de família'; paixões de colecionares, de restauradores ou mesmo de saudosistas? Ainda no mesmo tema - design de automóveis - só que falando do futuro: de desejos e projeções, eu tive a idéia de falar de um outro 'carro', o sQuba!

Penso que, fazer o design conceitual de um objeto significa explorar ao máximo as possibilidades de uso e (ou) significação e (ou) recepção que poderiam ser construídas através desses projetos. Grifo 'poderiam' e 'projetos' porque o design conceitual é, principalmente, uma experiência sobre o que seria possível (poder - o que pode ser), mesmo que ainda não assimilável em massa, e sobre o que é projetável (jogado para frente, para um futuro).

O Rinspeed sQuba, é um exemplo bem atual de design conceitual, nada menos que o primeiro carro submergível do mundo! Ele foi projetado pela Rinspeed, para ter 0% de emissão de poluentes, como se fosse pouco ele rodar debaixo d água....

Segundo a Veja on-line, "a fábrica suíça Rinspeed apresentou nesta quinta-feira o primeiro carro submarino do mundo, o sQuba, que será lançado no Salão de Genebra, em março. De acordo com o projetista, Frank M. Rinderknecht, o carro obedece aos critérios de emissão de poluentes zero, porque é dotado de três motores elétricos acionados por bateria de lítio. Na água, o sQuba é capaz de manter estabilidade a uma profundidade de até 10 metros, mantido submerso por sistema de direcionamento de jato d’água. O deslocamento é feito por duas hélices na traseira. O carro também pode deslocar-se nas estradas de forma autônoma – bastando o acionamento de um botão no painel. Rinderknecht disse que para conceber o veículo se inspirou no filme 007 – O Espião Que Me Amava, com Roger Moore interpretando o espião britânico James Bond".

É isso que eu falo por "projetar o futuro": um filme como 077 - O Espião Que Me Amava; obra de ficção, serve de inspiração para o projeto de um carro que só futuramente poderá (ou não) ser acessível. Enquanto isso, cabe a designers como Frank M. Rinderknecht, projetar o design do amanhã.

No site da Rinspeed, na sessão Concept cars, podemos ver outros carros conceituais (uns 16!), destaque para o Rinspeed Splash, que é o carro hidroplanador, premiado no Geneva Motor Show 2004.


foto de divulgação do Splash - Rinspeed Corporation.

Só agora lembrei que, no domingo passado, quando voltava da Lagoa da Conceição para o Campeche, vi um carro que caiu dentro da Lagoa! Na margem, tinha um policial, uma menina e outras pessoas com cara de: "meu Deus, e agora?" Eu deveria ter parado pra ver, mas eu tinha arranhado o carro minutos antes (vaga apertada + rua estreita + mais motorista afobado....) e, por isso, aquela cena me pareceu mais um sinal (um aviso dos céus) do que uma coisa inusitada ou curiosa... eu hein! imagina se, na pressa de parar o carro pra ver o acidente, eu também me jogasse dentro da Lagoa???

É claro, se eu tivesse um Rinspeed sQuba eu nem me preocuparia, me jogava direto - 'toda vida, toda vida', e ainda snobava, que nem o 077 metido a galã do vídeo-conceito :]

danpiantino

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2008

SAUDADES DO MEU LAIKINHA...

Acho que eu sou uma das raras pessoas do mundo que gostados carros da Lada. Pior, que sente muito, muuuita falta do laikinha sw da cor café...ele era lindo! Parecia um carro funerário de noite, ok, mas era o meu laikinha. Todo orginal, bonitinho...

Bem, esta propaganda é pra entrar na dança da sexta-feira. Vamospassear e curtir, minha gente, afinal é verão. Não vamos ficar tristes em casa, vamos sair pra curtir, seja qual for o carro que você vá curtir.

Mas gente, que eu amo essa propaganda eu amo, mesmo deixando meu laikinha pra baixo... hahahaha!!!

Bom findiii!!!

vivis

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2008

TUM, TUM TUM, TUM...


Foi assim que cheguei em casa...com o coração na mão!
Bem, o DEPIROGRÁFICO tá virando um blog sobre comentários de filmes né...hahahaha!!!
Mas meu, ontem fomos ver Cloverfield. Carambaaaa!!! Não deixem de ver, gente! É muito bom, arrepiante, agoniante, demaaaais!!!! Como sempre digo, se eu ficar falando aqui talvez vc nem vá ver ou então vai se decepcionar se ver. Comentem depois quem viu ou ver, ok?
Ontem, saindo do cinema, o Edgard ainda comentou comigo sobre a estética de filme que estamos acostumados a ver. E é verdade. Estamos acostumados com imagens certinhas, perfeitas, herança grega, como ele mesmo disse. Cloverfield foge dos padrões mas está no nosso padrão, dá pra sacar? Hoje, mergulhados na tecnologia, no minimalismo tecnológico, entramos no youtube para ver vídeos caseiros, adoramos fazer os nossos vídeos...
Enfim, vão assistir porque esse eu super mega recomendooooo!!!!

vivis

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2008

ANÁLISE DE SITE: Itália


Eles usam cores sóbrias com cores fortes. São ousados, conhecidos no mundo inteiro pelo seus design arrojados, diferentes e característicos. Conhecemos o design italiano quando lemos livros sobre a história do design e eles sempre são citados como aqueles que queriam mais do que todos quebrar aquela coisa alemã de ser. Pois bem... durante minhas buscas achei o site dessa revista italiana de arquitetura. Estou batendo um monte na tecla da tipografia pq ela está em todos ospapos hoje em dia, e em todas as intervenções possíveis.
A revista Habitat Ufficio fez das suas iniciais a base para o site. Simples, marcante, inovador. Você abre o site, vê as iniciais, ou logo, como preferir, e vai navegando somente naquele espaço. É muito meigo, super Itália, super In.

vivis

terça-feira, 12 de fevereiro de 2008

MAIS COISINHAS VINTAGE

Não sei se vcs perceberam, mas aquela boom de Toy art deu uma baixada. Eles continuam bombando em lojinhas divertidas, em sites "modernosos", mas o que tá em alta agora são as bonequinhas vintage. Sim, aquela a Susie da sua mãe, a boneca de família que passa de geração para geração, sim, são elas que agora ganharam a vez.
Essa ai de cima é uma fofura. Achei uma menina no Flickr que tirou várias fotos dela, e é responsável pelo site que mostra vááárias versões delas. Não é demais?
Pra mim, o interessante dessa boneca ai é que ela é bem, super, total anos 70! As quatro opções de bonequinhas são fofas, bem na onda paz e amor, ou no estilo perua da época. Gamei! Queria muito uma... aliás, o que eu não coloco aqui e não quero, não é?!

vivis

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2008

FILME DO FINDI: SWEENEY TOOD, o barbeiro


Então, aquela dúvida que a gente tem quando chega no cinema e não sabe qual dos filmes vai assistir, pq foi sem pensar. Poxa, dentre tantas opções, Jhonny Deep, numa mistura de Noiva Cadáver e Edward Mãos de Tesoura. Páh, era esse ai, ou Nova Iorque sendo destruída?

Fomos ver o Barbeiro assassino. 15 minutos de trailler e o filme começa. Antes de começa a abertura, Tim Burton. Dai pensei comigo, "vai ser meio Noiva Cadáver"... e foi, mas bem pior, nem chega aos pés de uma animação! A abertura era a coisa mais fofa, mas tb super trash. A partir dela vc já sente do que o filme vai tratar. O único detalhe esquecido? Jhonny começa a cantar... ééééé... pra quem não gosta mesmo de musical, não vá vr o filme, ok? Só designers que gostam de refletir e curtem o Tim Burton que devem ir ver, pq há muito o que comentar do filme. A fotografia é ótima, os esquemas de cores tb. Vc fica reparando, tem um "Q" de interessante. Rimos e ficamos pasmos com o filme, tudo ao mesmo tempo. O fim então...

Mas, pra quem tem paciência de escutar o elenco inteiro cantando, vai ver que você vai gostar. Sai do cinema rindo, meio estranha, mas chegando em casa, percebi que gostei do filme.

A atuação do Deep é, como sempre, estupenda! Ó, que elogio! Ó, Jhoanna... um preto azulado, vermelhidão, as amigas que logo irão ver rubis... mega poético.


vivis

sábado, 9 de fevereiro de 2008

TÔ AQUI, QUASE MADRUGADA...

Exagero o meu. Todo mundo que tem blog faz tudo bonitinho, né? Então... eu decidi fazer o post deste sábado quase 23hrs de um sabadão.
Tá rolando na internet, principalmente em blogs de moda, um vídeo que a marca Prada fez, explicando a coleção. É super fofinho, bem croqui de moda, bem viagem. Mistura todas as inspirações da coleção de inverno da marca. Eu particulamernte adorei porque vi várias tendências ereferências importantes, como os anos 70, a China e a Art Noveau (tenho verdadeira paixão por este movimento!). O mais legal? Você vê as estampas utilizadas nas roupas desfiladas, lembra dos looks mas voa com figuras que parecem mitos, misturado com um xadrez bem setentinha, com cores escuras, a música bem calminha, é uma conexão de todas as coisas que dão certo! Nota 10!

vivis

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2008

EU SÓ IA DORMIR...


Pá, ainda não vi os produtos da Bassetti por aqui, mas se eu visse, ia ficar maluca. Primeiro pq é a minha cara, é inovador, diferente e alto astral. E, mais uma vez, a idéia é tão simples...
Os caras parecem ser experts no sono, e abusam de tecnologia simplificada e culta. Deu pra entender? Pra mim quem traz arte, cultura até na hora de dormir, tem muuuito a oferecer para o mercado, para as pessoas, para o mundo! Parece até exagero né, mas não é. Vamos pensar, se todo mundo se importasse com todo mundo, se tudo fosse voltado para se distrair sem banheiras de Gugu, sem Lacraias, sem livrinhos infantis fúteis. Tudo seria diferente...
Tô séria hoje!
vivis

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2008

:-(

Eu fico pensando... o dia que eu for teoricamente uma designer sênior, como estarei? Eu só tenho certeza que não venderei minha profissão. Vivemos num país bem complicado, onde é quase impossível as pessoas darem valor à profissão dooutro. E nós, designers, passamos direto por este grande problema. Te contratam e acabam te tratando como mão de obra, e choram para ser barata. Não dão a mínima e nem sabem o siginificado da profissão, além de acharem que são criativos. Não estou criticando a colega de profissão, mas levantando a questão: pq tabelar o preço de uma logo? Não é tão fácil assim, com 290 pila resolve a "marquinha" e pronto. Fico triste... por ela e por nós, que passamos 4, 5 anos da vida para o mercado ainda não entender o que fazemos aqui.

vivis

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2008

NA ERA DA INOVAÇÃO

Jogar vídeo Game não tem preço, nem hora, pra quem já é grandinho...

Eu sou uma eterna apaixonada, acho que vou ser daquelas mães que não vão deixar os filhos brincarem sozinhos, sem ela...adoroooo!!!

O Super Mario World foi o jogo da minha infância. Sabe, a gente chega até a sonhar que está jogando, de taaanto que joga. Meu post hoje é pra falar do design destes vídeo games. Os jogos do Mário mantém a mesma identidade, é um barato. Você pode jogar kart, estar no mundo dele, sei lá, jogando qualquer coisa, que são sempre os mesmos monstros, tem sempre o Castelo, o Kopa Tropa, a princesa e o Yoshi. hahahahaha!!! Deu pra perceber que gosto da coisa, né...hahahahaa!!!

Outro dia estava vendo na Discovery a primeira parte sobre a história do Vídeo Game. Geeente, antigamente, quando ainda não se tinha muito do que temos hoje, as pessoas tinham cada forma de ter idéias eternas... e hoje o que nos resta é inovar aquilo que já foi feito. INOVAÇÃO é o canal, é o diferencial de hoje. E faz a diferença. Mas, pergunto para você que jogava o Mário World nos anos 90: quando era melhor? Ontem ou hoje? Os gráficos podiam não ser tão perfeitos quanto os de hoje, mas as músicas, os desenhos, tudo não era mais fofo e inocente? Sou nostálgica e morro de saudades das coisas do meu tempo...

vivis

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2008

ABRE ALAS AI QUE A GENTE VAI PASSAAAAAAAAAR!!!!


Hoje começa o carnaval, e só posso dizer para não beber ao dirigir, usar camisinha e "cair na folia", como todo ano é sempre dito... cuidado com o que cativar!
Essa foto ai de cima é de 1920, Carnaval na Avenida Paulista. Bons tempos estes...
E que a chuva dê uma trégua, né, minha gente!
vivis

DESPIROGRÁFICO

conectando desde 09/2007

DESPIROGRÁFICO

meu mundo é observar